Quinta do Almeida

Em curso

Herdado do anterior executivo, este projeto estipulava a instalação de um polidesportivo descoberto no bairro em questão, por cedência de responsabilidade da CMA. Para além da construção, a Junta de Freguesia deveria assegurar a sua manutenção por um período de 15 anos. 

Aquando da tomada de posse deste Executivo, foi questionada a pertinência do projeto considerando vários factores: a oferta idêntica de que a freguesia já dispõe (no Lameirão, na Vestiaria e projeção para o Centro Escolar), a utilidade do espaço para os moradores e restantes fregueses e os custos de implementação e manutenção deste tipo de equipamentos. As conclusões ditaram a necessidade de reformulação da proposta, sendo para isso fundamental ouvir os moradores.

Evolução do Projeto

  • Início das obras de concretização do projeto de execução.

    03 Abr 2017
  • Aprovação do projeto de execução e abertura do procedimento de adjudicação direta e consequente execução da obra. O prazo acordado foi de 72 dias.

     

    1. OBJETIVOS FUNCIONAIS

    Depois da cuidada observação do sítio, compreendidas as condicionantes e propostas, definiram-se um conjunto de intenções que aqui se descrevem sucintamente:

    - Dotar o espaço de multifuncionalidade e de possibilidade ocupacional ao nível das diferentes faixas etárias. Deste modo, a proposta compreende um circuito de manutenção, parque infantil e zona de estadia;

    - Enquadramento visual das habitações envolventes conferindo alguma intimidade e absorção de movimento;

    - Enquadramento e redesenho de zona de talude no limite da zona de intervenção.

     

    2. DESCRIÇÃO GERAL DA PROPOSTA

    Decorrente dos objetivos evidenciados criou-se um percurso que atravessa o espaço e o subdivide em duas zonas, zona a Norte de maiores dimensões, onde se integram os equipamentos do circuito de manutenção e parque infantil, e zona Sul, maioritariamente dedicada à estadia.

    Surgem linhas de herbáceas, gramíneas e subarbustos variados que circundam o espaço e o isolam do exterior, criando uma ambiência recatada e diversidade de texturas e cores.

     

    3. DESCRIÇÃO DO ESPAÇO

    ZONAS VERDES

    Num projeto de Arquitetura Paisagista, a utilização da vegetação como peça chave para o desenvolvimento da proposta de intervenção, pauta-se pela seleção de espécies adequadas às condições edafoclimáticas e com características variadas (ao nível da dimensão, cor, textura e floração). A vegetação não só permite criar efeitos visuais de enquadramento e/ou embelezamento, mas também ecológicas que potenciem a permeabilidade e/ou estabilidade do solo, evapotranspiração e ensombramento com efeito de regularização térmica, depuração do ar e retenção de partículas, entre outros, tendo em especial atenção a forma de aplicação com vista à sua eficaz manutenção e sustentabilidade económica.

    Deste modo, na nossa proposta de plantação subdividimos as espécies propostas em árvores, arbustos, subarbustos e herbáceas/gramíneas.

    MOBILIÁRIO

    Bancos

    Serão fornecidos os equipamentos especificados e distribuídos segundo as peças desenhadas, de acordo com os parâmetros definidos pelos fabricantes dos equipamentos, Banco Concrete Line ref. Ba Horizonte, com 2500x550x450mm da Vecojuncal, ou equivalente.

    Papeleiras, Bebedouro, Dispensadores e Painéis

    Serão fornecidos os equipamentos especificados e distribuídos segundo as peças desenhadas, de acordo com os parâmetros definidos pelos fabricantes dos equipamentos, papeleira Ref. PA Beta em inox, bebedouro Ref. Be33 da Vecojuncal, dispensador de sacos Ref. PA/CN NAZARÉ XX1 e Painel Informativo ref. EV PI da Vecojuncal, ou equivalente.

    Equipamento Circuito de Manutenção

    Serão fornecidos os equipamentos especificados e distribuídos segundo as peças desenhadas, de acordo com os parâmetros definidos pelos fabricantes dos equipamentos, refª XSP10, refª XSP2, refª XSP3, refª XSP7 de Fitness da Soinca, ou equivalente.

    Equipamento Infantil

    Serão fornecidos os equipamentos especificados e distribuídos segundo as peças desenhadas, de acordo com os parâmetros definidos pelos fabricantes dos equipamentos, Helicoptero ref.1530, ref. Peixe duplo, ref. Mola Rã da tudo da Carmo, ou equivalente.

    Luminárias

    Serão fornecidos os equipamentos especificados e distribuídos segundo as peças desenhadas, de acordo com os parâmetros definidos pelos fabricantes dos equipamentos, coluna com altura de 4m e luminária Modelo: Aura CYCA 4M EMP + RAL + Aura Miledia 3 38W-4K. AURA LIGHT, ou equivalente.

     

    4. DESCRIÇÃO DA EXECUÇÃO DOS TRABALHOS

    1 - Preparação do terreno, limpezas e abates

    1.1 - Preparação do terreno | limpeza e desmatação

    1.2 - Remoção de vegetação

    2 - Movimentos de terras

    3 - Movimento de terras | valas cegas de drenagem | trincheiras drenantes

    4 - Rede de rega

    4.1 - Abertura e fecho de valas

    4.2 - Tubagem da rede de rega

    4.3 - Válvulas e electroválvulas

    4.4 - Caixas

    4.5 - Tomadas de água

    4.6 - Pulverizadores

    4.7 - Programador e armário ee protecção

    4.8 - Ligação á rede pública

    4.9 - Cabo eléctrico

    4.10 - Pluviómetro

    5 - Infra-estruturas eléctricas

    6 - Muros em betão simples

    7 - Pavimentos

    7.1 - Pavimento em saibro

    7.2 - Lancis

    8 - Jardinagem

    8.1 - Modelação e preparação do solo

    8.2 - Compostos de plantação

    8.3 - Fornecimento de material vegetal

    8.4 - Fornecimento e colocação de tutores

    9.1 - Fornecimento e montagem de equipamentos e mobiliário

     

    5. VALOR ADJUDICAÇÃO

    73.567,32 € + IVA (Setenta e três mil, quinhentos e sessenta e sete euros e trinta e dois cêntimos) suportados pelo orçamento da UFAV.

    05 Dez 2016
  • Reunião realizada com vários moradores para apresentação do projeto em que ficou acordada a reformulação do projeto.

    O ponto de discordia foi a integração do ringue desportivo.

    Ficou decidida a conversão num espaço verde com integração de jardim infantil e equipamentos de manutenção. 

    13 Set 2016
  • Por impossibilidade de enquadrar o projeto no âmbito das candidaturas da CCDR, decidiu a UFAV avançar com a sua execução recorrendo ao orçamento da UFAV.

    15 Fev 2015
  • Início da elaboração do projeto arquitectónico e do dossier de candidatura aos apoios da CCDR para submissão durante o 1º trimestre de 2015. Mais se informa que as candidaturas apenas são possíveis durante este período do ano.

    29 Mai 2014
  • Considerando o desejo de candidatura da obra da Quinta do Almeida aos apoios da CCDR, foi nesta data aprovada em Assembleia Municipal, a alteração do período protocolado pela CMA com a UFAV, de 15 para 20 anos:

    Esta era uma imposição da CCDR. (Consulte o edital AQUI - Edital 3/2014 da Assempleia Municipal; ponto 30)

    09 Mai 2014
  • A UFAV decidiu efetivar uma candidatura a fundos do CCDR específicos para este tipo de obras, apesar da existência da verba necessários para a sua construção (oriunda do anterior Executivo).

    O orçamento da UFAV é bastante reduzido o que impõe o estudo e aproveitamento de todos os tipos de financiamento possíveis. A sua aprovação permitirá a libertação dos fundos cativos para outras necessidades do bairro ou da freguesia. 

    A candidatura acontecerá entre janeiro e março de 2015, tendo em conta que os procedimentos legais necessários não permitirão a candidatura atempada em 2014 (1º trimestre).

    13 Fev 2014
  • Da reunião realizada com vários moradores do Bairro ficou acordada a suspensão do projeto existente.

    Em alternativa a UFAV propos a implementação de um espaço polivalente - laser, pratica desportiva e convívio social - e de interesse para várias gerações. Pretende-se que seja um espaço aberto a toda a população que considere um parque infantil, um mini polidesportivo e um espaço com equipamentos de manutenção física (de rua). 

    No que respeita ao último, e se bem que dependentes da CMA, a ideia ambicionada estabelece a criação de circuitos multifuncionais e a instalação de equipamentos em vários pontos da freguesia. A Quinta do Almeida é mesmo um ponto de excelência pelo facto de ser comum a diferentes percursos atualmente utilizados.

    Aceite pelos moradores, ficou a UFAV responsável pela concretização do projeto arquitectónico.

    Para que o projeto avance, ficaram ainda alguns moradores de resolver os seus contratos de gás, permitindo assim a retirada do depósito existente no terreno.

    31 Jan 2014
  • Considerando a decisão do novo Executivo da UFAV, foi emitida uma convocatória dirigida aos moradores do Bairro da Quinta do Almeida para reunião no dia 3 de janeiro às 21h na sede da UFAV. Assunto: possível reformulação do projeto do polidesportivo.

    15 Jan 2014

Galeria Multimédia